9.1.12

 

link do postPor ninices, às 10:32  comentar

30.11.11

Com o Natal à porta decidi que o Ninices também deveria ter a sua versão do presépio. Como todos sabemos de onde vêm os bebés (o Menino Jesus não terá sido excepção (?) e, com certeza, não foi "cuspido" pela manjedoura) e porque a maternidade é um período importante na vida de uma mulher, para quê esconder a barriga da Maria? Assim, achei que seria apropriado colocar uma foto do antes e do depois do nascimento. 

Para além do pormenor da barriga, coloquei um sorriso na família inteira, tal como acontece nos presépios peruanos em que todos se estão a rir: a Maria, o José, o Jesus, a vaca, o burro e o lama! Aqui apresento uma versão mais curta, podendo-se acrescentar um dinoquico com orelhas de burro e outro com orelhas e cifres de vaca.

 

Feliz Natal!

 

 

 

 


O Xikitu.

As outras três minhocas Artur.

Os amigos resingões do Risco & Risca.

 

 

link do postPor ninices, às 11:14  comentar

17.11.11

O engraçado num par de meias é que cada uma pode transformar-se em algo completamente diferente da outra. Neste caso é notório: uma saiu Bicho Verde e esta aqui saiu minhoca e imediatamente apelidada de Minhoca Artur. Eu acho que até fica muito bem!

 

link do postPor ninices, às 14:00  comentar

16.11.11

Não sei se já alguma vez vos aconteceu mas sempre que tiro a roupa seca do estendal aparece-me um bicho verde. Têm uma forma oval, são maiores que um tremoço e mais pequenos que uma azeitona - daquelas inchadas à pressão -, têm asas e alguns pares de perninhas muito fininhas, são de um verde alface e cheiram a... verde (não consigo definir muito bem o odor do bicharoco).

Eles têm predilecção por meias (deve ser um fetiche) e os nossos encontros imediatos acontecem sempre ao estilo do jogo da venda: olhos tapados, metes a mão no saco e tocas numa coisa repugnante que a tua mente não consegue interpretar e corre-te um arrepio pela espinha acima.

No início, eles desatavam a voar e parecia um autêntico jogo de basebol na minha cozinha: eu de chinelo na mão a tentar acertar "na bola" e talvez conseguir fazer um home run (desculpa lá, Joana: eu sei que prezas muito essa bicharada mas, para mim, a natureza é sempre fora de casa, excepto a gata e o papagaio).

Mas dado isto suceder com bastante (demasiada) frequência decidi que tinha que mudar a minha atitude para uma mais ecológica e também mais humana. Assim, e num gesto de completo altruísmo decidi acolhê-lo (todos concordaram) com a condição de, caso tenha vontade de "libertar" o seu perfume, vá à casa de banho!

Agora que já o vejo com outros olhos, descobri que até temos coisas em comum - somos ambos do Sporting - e posso dizer que afinal os bichos verdes são nossos amigos!

 

Já repararam bem no antes e no despois? Vê-se perfeitamente que no estendal da roupa ele era um bicho infeliz. Assim que se mudou para cá sentiu um à-vontade tão grande como se esta tivesse sido sempre a sua casa. E já nem pede para comer ou beber: vai e serve-se!

 

P.S.1 - O nosso amigo já tem nome. Chama-se Bicho Verde.

P.S.2 - Isto é o que acontecerá caso receba meias no Natal.

P.S.3 - Se quiser ver as suas meias de Natal convertidas em belos animais de estimação contacte-me aqui.

ninices ninices ninices



 

     

   

 

Grupos do Google
SEJA O PRIMEIRO A SABER
E-mail:
Visitar este grupo
comentários recentes
Olá Jana. A argola metálica do chaveiro entra na ...
Só não entendi como é que funciona o porta-chaves....
Obrigada Vanessa!Beijinhos e até 3ª! :D
Espetacular!Como sempre!
Obrigada pelo incentivo Rosa!Para a semana (sem fa...
Não tens de agradecer! Continua com as tuas ideias...
Sofia,De facto, quando idealizamos uma peça e depo...
Olá, estava a dar uma vista de olhos com mais calm...
Tu e o rosa... O Helder sabe disso...? hehehe!A pe...
Hello!Gosto.Sabes que eu e o rosa...A peruca vem i...
subscrever feeds